sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Postagem que a gente nunca espera ter que escrever

Estar longe da família e dos amigos é muito difícil, principalmente quando a gente não pode estar junto quando algo inesperado acontece.
Esses dias tenho andado muito triste, percebi que não era uma tristeza comum, era o tipo de sentimento que sempre senti quando estava prestes a receber alguma notícia muito ruim e como sempre ela veio...
Ontem, liguei meu celular pela manhã e recebo a mensagem da minha mãe, numa frase simples: "Oi minha filha, mamãe morreu". Simples assim, curta assim, demorei um tempo para pensar e processar o que tinha lido e não quis acreditar, a gente nunca está preparado.
A minha avó querida, minha segunda mãe, tinha falecido e eu não estava lá para o velório, para dar um último adeus, foi tudo muito rápido, recebi a mensagem e tentei falar com todo mundo, e todo mundo já tava no velório, não teve hospital, não teve IEML, à meia noite ela se entregou aos braços de Deus, era oito horas aqui em Phoenix, e às duas da tarde já estava sendo velada e iria ser sepultada, no horário brasileiro, não daria tempo pra voar até lá, não daria tempo de dar meu último adeus.
A única coisa que pude fazer foi chorar a minha dor, lembrar da sua voz, das conversas que tivemos, das vezes que sorrimos, dos anos que passamos juntas, do momento em que ela conheceu minha filha e da minha última despedida, antes de vir para cá, hoje faz um mês que cheguei aqui, se eu tivesse ficado mais um tempo, se eu tivesse adiado tudo poderia ter dado tempo de dizer adeus à minha avozinha querida. Agora são tantos SE.
Pelos menos tive a oportunidade de dizer o quanto a amava, o quanto a queria bem e ter uma pequena lembrança dela: uma toalhinha que ela me deu, toda simplesinha e me pedindo mil desculpas por não ser algo mais valioso.
Ah! minha avó querida, tu me ensinaste tanta coisa nessa vida, me ensinou a ter bom humor, me ensinou a amar sem medida, a perdoar sem medida e a confiar em dias melhores, a senhora nunca ganhou na loteria, mas me considero uma ganhadora por ter tido a senhora na minha vida e eu vou me lembrar todos os dias: "A distância me impede de te ver, mas nunca de te amar".
Eu te amo. Agora estás ao lado Pai e agora sei que estás em paz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário