sábado, 19 de janeiro de 2013

Tirei minha carteira! Viva!

Depois de muitas tentativas, finalmente passei, já estava me achando uma estúpida por não conseguir fazer a baliza. Vou explicar como é o teste.
Você faz a prova escrita, se passar e der tempo você pode fazer o teste de direção no mesmo dia, isso se já souber dirigir, senão fica com o papel que eles vão te dar e começa a praticar com alguém que tem carteira, ou numa autoescola.
Eu não fiz a prova de tráfego no mesmo dia, passei um tempinho praticando, mas quando eu fui lá para fazer o teste, reprovei na baliza, você tem três chances de fazer a baliza corretamente, isso se você não bater nos cones, se você ver que vai bater, é só tirar o carro da vaga e realinhar novamente e tentar, eu estava muito nervosa e também não tinha praticado a baliza tanto assim, mas o detalhe foi, coloquei o carro na vaga, tudo certinho e quando estava na vaga eu fui realinhar, movendo o carro para a frente e para trás, que nem eu aprendi na autoescola do Brasil. Só que detalhe, não pode fazer isso, você tem que colocar na vaga em dois movimentos! Até aí tudo bem, voltei para casa e treinei.
No dia seguinte, fiz a baliza num movimento, estava tudo certo, massss eu não tinha colocado os pneus numa bendita linha amarela! A primeira instrutora não tinha me avisado desse detalhe, resultado reprovei novamente.
Na terceira vez, quinta passada, fui novamente, totalmente desmotivada, é vou só por ir, acho difícil passar, eu tinha passado horas praticando essa maldita baliza, mas não tinha muita fé que ia conseguir. Peguei uma instrutora diferente, pela cara dela pensei que ela ia reprovar mesmo, não admitir qualquer erro. Lá fui eu fazer minha baliza, com todo cuidado para não derrubar os cones, como aqui não tem limite de tempo, fui fazendo bem devagar, na primeira tentativa errei o ponto de girar o volante, a instrutora perdeu a paciência com a minha lentidão e resolveu me ajudar: "pode ir que eu te digo na hora de virar". Nem acreditei, isso é permitido? Mas enfim, ela me avisou, estava fazendo tudo certo, passei na baliza e fomos para fora do DMV, nas ruas ela apenas me mandou virar a direita muitas vezes, tinha que parar no sinal e olhar o limite de velocidade, foi uma volta no quarteirão, muito fácil, também ruas planas e carro automático ajudam bastante :-).
Fiquei feliz que eu passei, meu marido estava muito preocupado comigo dirigindo sem carteira e o meu nome não estar no seguro do carro, se acontecesse um acidente seria um custo muito auto para se pagar.
Recebi minha carteira no mesmo dia e, na mesma hora, meu marido ligou pro seguro, deu meu nome e o número da carteira. Agora estou legalizada e posso ir para todo canto, devagarzinho, mas eu chego lá.